1º AVENTUREIRO MOTO FEST

SOBRE O EVENTO

Início: 04/05/2018 18:00h
Fim: 06/05/2018 18:00h
Onde: RUA SEVERINO TEIXEIRA, 45 SANTO ANTONIO DO AVENTUREIRO

Santo Antônio do Aventureiro é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Sua população estimada em 2004 era de 3.526 habitantes.

As primeiras citações a respeito da existência de Santo Antônio do Aventureiro são da Diligência de São Martinho 1784, e narram a existência do córrego do Aventureiro. Segundo lendas, foi na margem desse córrego que José Xavier de Barros, fundou uma povoação no dia de Santo Antônio. A origem do nome refere-se que no século XVIII, no intuito de controlar o tráfico de ouro das Minas Gerais, a coroa portuguesa transformou as terras da região do Leste da Zona da Mata, em "Áreas Proibidas" onde era proibido fixar-se moradia, destruir as matas e matar os animais. Logo criou-se a prejorativa de "covil de onças", uma região muito perigosa que atraia somente aventureiros.

Santo Antônio do Aventureiro foi estabelecido como distrito pela lei provincial nº 3442 de 1887 integrado ao município de Mar de Espanha, ao qual permaneceu vinculado até 1938, quando foi transferido pelo decreto-lei estadual nº 148 para o município de Além Paraíba, do qual viria a emancipar-se em 1962 pela lei estadual nº 2764 de 30 de dezembro. O município de Santo Antônio do Aventureiro foi instalado em 1º de março de 1963.

Atualmente Santo Antônio do Aventureiro é constituído de dois distritos: a sede e São Domingos.

O município localiza-se na Mesorregião da Zona da Mata mineira, estando a sede distante 286 km por rodovia da capital Belo Horizonte.

A altitude da sede é de 630 m, possuindo como ponto culminante o Pico dos Cocais (1063 m). O clima é do tipo Tropical de altitude com chuvas durante o verãoe temperatura média anual em torno de 19,3°C, com variações entre 15°C (média das mínimas) e 23°C (média das máximas).

O município integra a bacia do rio Paraíba do Sul, sendo banhado pelos rios AnguAventureiro.

Santo Antônio do Aventureiro é banhado pelo rio Aventureiro que, serpeando, desce descrevendo graciosas curvas, promovendo belíssima cascata pela Fazenda da Torre, encachoeirando-se, ainda para brilhantismo seu, nas proximidades de sua embocadura. No início do século dezenove, já havia notícia sobre a fertilidade daquelas terras e atraiu muitos aventureiros que receberam sesmarias.
Era assustadora a quantidade de onças na região, e somente homens bem arrojados seguiam para ali. A primeira leva de aventureiros acampou as margens de um rio, ao qual denominaram Aventureiro e por ser dia de Santo Antonio – 13 de junho – foi batizado então o lugar de Santo Antonio do Aventureiro. “Esses aventureiros, já então domiciliados no pequeno povoado, durante várias semanas ocupavam-se com a divisão e demarcações de suas terras, e a folga de um domingo possibilitou que fossem visitar a Cachoeira Alta para sossegadamente, apreciarem aquele inestimável penhor de terra.” 

 

MAPA

Clique para habilitar o mapa
RUA SEVERINO TEIXEIRA, 45 SANTO ANTONIO DO AVENTUREIRO