6º MOTOFEST DOS IRMÃOS DA SERRA - MIGUEL PEREIRA - RJ

SOBRE O EVENTO

Início: 30/10/2020 18:00
Fim: 02/11/2020 14:00
Onde: Estação Ferroviária de Governador Portela, ao lado da Igreja de Nossa Senhora da Glória, Governador Portela, Rua Darcy Trajano

"MIGUEL PEREIRA NUNCA MAIS SERÁ A MESMA"

15º ANIVERSÁRIO DOS DOIDOS DO ASFALTO - MIGUEL PEREIRA - RJ

RUA DARCY TRAJANO S/N, ESTAÇÃO FERROVIÁRIA, GOVERNADOR PORTELA, MIGUEL PEREIRA, RJ

Miguel Pereira.

Localizado no flanco mais interno da Serra do Tinguá, Miguel Pereira ainda é um município bastante jovem (tem apenas 52 anos de emancipação político-administrativa), porém desfruta de um prestígio invulgar no Estado do Rio.

De fato, a antiga Estiva não usufruiu das benesses sócio-econômicas proporcionadas pela Época cafeeira que enriqueceu os vales dos rios Paraíba do Sul e Santana, fazendo de suas belezas naturais e de seu clima privilegiado o mote de um apreciável crescimento social e urbano no decurso das primeiras décadas do século XX. Em finais do século anterior, entretanto, o advento da estrada de ferro pelas montanhas já carreara enorme carga de progresso tanto para Miguel Pereira quanto para Governador Portela (hoje seu 2º Distrito), possibilitando assim a chegada de imigrantes de múltiplos matizes e comerciantes das mais variadas tendências mercantis, cujas atividades determinaram, em pouco tempo, um significativo fomento arquitetônico e demográfico para a área assentada entre as colinas da Serra do Couto.

Por conseguinte, as atividades turísticas, a ampla divulgação levada a efeito no Rio de Janeiro pelo Professor Miguel Pereira, as excelências do clima, a fertilidade do solo, as riquezas trazidas pela ferrovia nos primórdios do século XX e, principalmente, a instalação de diversas colônias de férias e alentados cassinos pelos vários hotéis da cidade constituíram fatores de extrema relevância para a prosperidade de toda a área serrana, levando Miguel Pereira e Governador Portela a um estágio econômico e a um crescimento urbano de tal ordem que sua emancipação, em 1955, veio se impor de forma quase natural de tão necessária. Por outro lado, a desativação da ferrovia, em meados dos anos setenta, provocou não apenas consideráveis prejuízos financeiros em toda nossa região como, em especial, imensos problemas sociais no município, mas baseado na fibra que tanto caracteriza o homem da roça e da serra, o povo miguelense voltou-se para atividades comerciais e turísticas mais específicas e diferenciadas, tentando, pela força do trabalho e pelo típico otimismo do brasileiro, manter bem vivo este cantinho luminoso e pacífico onde viver ainda é um processo extremamente agradável...

 

Governador Portela

 

Por Karla Alves Leal

Governador Portela é o 2º Distrito de Miguel Pereira. Localizada a 670 metros acima do nível do mar, Portela, como é chamada, tem como Santa Padroeira Nossa Senhora da Glória, e por ela é feriado na cidade no dia 15 de agosto. Antigamente a festa da Padroeira era muito concorrida, e até grupos famosos do Rio de Janeiro, como o Roupa Nova, já se apresentaram nela.

Portela teve seu progresso ligado à chegada do trem. Nos tempos áureos, ali pulava-se o melhor carnaval da região, com direito à escola de samba e tudo, a “Sereno Serrano”. O Cine Império e o famoso cinema do “Seu Pontes” eram lugares onde os jovens da época se encontravam. Os circos também eram presença constante, trazendo artistas famosos como Dalva de Oliveira, Anísio Silva, Orlando Dias e até o Rei Roberto Carlos.

É em Portela a sede da Sociedade Musical XV de Novembro, ou simplesmente “Quinze”, cuja tradicional banda recebia os jovens que ali aprendiam a tocar instrumentos. E, se o assunto é música, não se pode deixar de registrar a passagem de Gonzaguinha. O famoso cantor, filho do rei do Baião Luiz Gonzaga, passou parte de sua vida em Portela, onde fez grandes amizades.

Próximo à estação havia uma enorme oficina de reparos de vagões e locomotivas a vapor, inclusive com uma equipe de socorro para atender as emergências da linha férrea. Havia também um vagão chamado “Automotriz”, que fazia a linha Portela x Vassouras, levando apenas passageiros. Muitos dos funcionários que lá trabalhavam se formaram na Escola Profissional Carvalho de Souza, que preparava os alunos para as oficinas de reparos da Rede Ferroviária.

Mais recentemente, já na década 90, o agito tinha ponto na “Rua Nova”: o Ponto de Encontro. Conhecido como “Point”, a famosa lanchonete reunia a juventude da época. De tão concorrida, era preciso chegar cedo para conseguir uma mesa.

Portela também é famosa no futebol. Jogadores como Vítor, por exemplo, que atuou no Flamengo e na Seleção Brasileira, deu o pontapé inicial nos gramados do Portela Atlético Clube, hoje denominado Fructuoso Fernandes, em homenagem ao antigo dono das Casas Fernandes, uma famosa tapeçaria do Rio Janeiro.

E tem mais:

*Ailton Castilho (ou Ailton Pelego) – conhecido pela potência e pontaria do chute com a perna direita;

*Quito Carvalho – ferroviário, foi um dos grandes centroavantes da região, e ainda se destacava no vôlei.

 *E mais: Nilson Soares; Eninho; Nelson Timbala; Joãozinho Castilho; Afonso; Fiinho do Rio D’Ouro, Geraldo Soares, Geraldo Martelo e Norimar Fonseca Nunes.

Cada um em sua época, todos eles formavam o talento futebolístico de Portela, ganhando vários campeonatos, tanto locais quanto regionais.

MAPA

Clique para habilitar o mapa
Estação Ferroviária de Governador Portela, ao lado da Igreja de Nossa Senhora da Glória, Governador Portela, Rua Darcy Trajano