3º RIO NOVO MOTOFEST - RIO NOVO - MG

SOBRE O EVENTO

Início: 26/06/2019 18:00
Fim: 28/06/2019 12:00
Onde: PRAÇA PREFEITO RONALDO DUTRA BORGES, RIO NOVO, MG

Com quase 300 anos de história a  cidade guarda riquezas em seu patrimônio histórico e cultural, a Praça Prefeito Ronaldo Dutra Borges, o Cristo Redentor e outros cartões postais ficam na memória de quem os visita.

Os turistas que visitam Rio Novo podem desfrutar de cachoeiras, trilhas para cavalgadas, feiras de artesanato, fazendas com produção de cachaça artesanal, hotéis fazendas, pesqueiros e outros atrativos.O Carnaval de Rio Novo tem sempre um brilho especial. O centenário Bloco do Zé Pereira, que recebeu o merecido título de patrimônio imaterial de Rio Novo abre a festa de Momo já em meados de janeiro, em fevereiro outros blocos e as tradicionais escolas de samba Mocidade Dependente de Rio Novo e G.R.E.S Unidos de Barrabás coroam o calendário carnavalesco.A cidade conta com excelentes hotéis e pousadas, tanto na área urbana, quanto rural. Rio Novo também encanta quem aprecia  boa comida, ótimos restaurantes e bares atraem visitantes de diversas regiões. Um dos pratos tradicionalmente conhecidos é o Arroz Tropeiro, presente na maioria dos cardápios.

Rio Novo, como a grande maioria dos municípios mais antigos da Zona da Mata, surgiu da ação dos desbravadores do território, que se infiltravam pelo interior da Província das Minas Gerais à procura de riquezas minerais ou de terras para lavoura.Assim, no decorrer do século XVIII, exploradores vindos da zona aurífera da Província, em busca de terras, chegaram à região, através da floresta, seguindo o curso sinuoso de um ribeiro, a que deram o nome de “Caranguejo”. Prosseguindo nas explorações, depararam com um curso de água mais importante e navegável, a que denominaram “Rio Novo”.No local onde se acha situada atualmente a cidade, resolveram instalar o primeiro núcleo de povoamento, atraídos pela fertilidade das terras, pela abundância de água, pelas condições de navegabilidade do rio e topografia do local. Construíram as primeiras moradias e uma capela, dedicada a Nossa Senhora da Conceição, que teria aparecido no local.Os primeiros atos religiosos eram primeiramente celebrados, a longos intervalos, por um sacerdote que vinha de canoa da localidade de Chapéu d’Uvas. Mais tarde, um dos moradores, de nome Francisco Geraldo, promoveu uma subscrição e adquiriu os terrenos para patrimônio do povoado, fazendo construir nova capela, mais ampla e coberta de telhas, no local onde se edificou, posteriormente, a Igreja Matriz.A região povoada se estendeu até onde hoje se encontra o Município de São João Nepomuceno. De início, com as respectivas capelas como núcleos, as duas povoações ficaram conhecidas como “Capela de Cima” (Rio Novo) e “Capela de Baixo” (São João Nepomuceno). No ano de 1850, foi a Capela de Cima elevada à condição de paróquia, com a denominação de Nossa Senhora Aparecida de Rio Novo, sendo, vinte anos depois, em 1870, elevada à categoria de vila.Rio Novo exerceu grande influência na criação e desenvolvimento de diversos municípios da Zona da Mata, como sede de uma das 25 comarcas em que foi dividida a Província de Minas Gerais, em 1870, com jurisdição sobre os municípios de Leopoldina, Pomba, Mar de Espanha e São João Nepomuceno.

MAPA

Clique para habilitar o mapa
PRAÇA PREFEITO RONALDO DUTRA BORGES, RIO NOVO, MG